CARDÁPIO DE UMA GRAVIDA SAUDÁVEL

CARDÁPIO DE UMA GRAVIDA SAUDÁVEL

Oi amorecos, Confira uma sugestão de cardápio para a gestante que está dentro do peso e não precisa de dieta especial. O foco é apenas garantir o bem-estar de mãe e filho.

alimentos

Você não precisa fazer grandes mudanças no cardápio, apenas evitar alguns alimentos que podem trazer riscos para o seu bem-estar e o do bebê também. Na primeira lista, estão os itens crus, como sushi, sashimi, devido ao risco de contaminação. Na segunda, a gordura, o sal, o café e o açúcar, que devem ser consumidos com moderação. Dessa maneira, a gestante mantém o peso e a pressão arterial sob controle e previne problemas intestinais, que podem estufar o abdômen e provocar desconfortos.

CINCO ALIMENTOS QUE NÃO PODE FALTAR

1 – Leite e derivados

2- Couve, espinafre ou brócolis

3- Carnes ou ovos

4- Feijão, castanhas ou carne vermelha

5- Carboidratos

DICA DE CARDAPIO

Café da manhã

Durante o café da manhã é importante ter uma fonte energética como pão integral, granola ou aveia. Um alimento do grupo de leites e derivados como o leite, iogurte e queijos magros é uma ótima opção por ser uma fonte de proteínas e cálcio. Caso a gestante tenha intolerância à lactose ou alergia à proteína do leite uma alternativa é o leite de soja enriquecido com cálcio. Consuma também uma fruta. Esta primeira refeição do dia é especialmente importante para evitar ataque de fome no meio da manhã.

Então, o café da manhã precisa ter o seguintes alimentos:

  • 1 porção de laticínios, como leite, iogurte, queijos magros, entre outros, para assegurar o aporte de cálcio e proteínas.
  • 1 porção de carboidratos, como cereais, pão integral, granola e aveia. Estes alimentos são fonte de energia e fibras, este último nutriente é importante para o trânsito intestinal.
  • 1 porção de frutas para garantir as vitaminas e fibras.

Lanche da manhã

Neste momento as frutas e as barrinhas de cereais são uma boa pedida. Isto porque a ideia é matar aquela fome que aparece no meio da manhã, mas sem tirar o apetite para o almoço.

Almoço

  • 1 porção de carboidratos. Como arroz integral, macarrão integral, mandioca cozida ou mandioquinha.
  • 1 porção de proteína vegetal, como o feijão, lentilha, soja ou grão de bico.
  • 2 a 3 pires de legumes, vegetais cozidos e saladas.
  • 1 porção e proteína animal, como carnes vermelhas, peixes e frangos.
  • Uma fruta cítrica. O alimento irá ajudar a absorver o ferro presente nas proteínas vegetais.

Lanche da tarde

O intervalo entre o almoço e o jantar costuma ser maior, por isso o lanche pode ser mais caprichado. “Uma boa opção é um copo de suco de frutas ou vitamina batida com iogurte e aveia e um sanduíche de pão integral com queijos e frios magros”, afirma Loureiro.

Outra alternativa é fazer dois lanches da tarde, um às 15h e outro às 17h, por exemplo, e neste caso consuma em cada um deles o que é recomendado para o lanche da manhã.

Jantar

  • 1 porção de carboidratos. Como arroz integral, macarrão integral, mandioca cozida ou mandioquinha.
  • 1 porção de proteína vegetal, como o feijão, lentilha, soja ou grão de bico.
  • 2 a 3 pires de legumes, vegetais cozidos e saladas.
  • 1 porção e proteína animal, como carnes vermelhas, peixes e frangos.
  • Uma fruta cítrica. O alimento irá ajudar a absorver o ferro presente nas proteínas vegetais.

Lanches da noite

 Um copo de leite desnatado ou um iogurte com duas torradas integrais ou uma unidade de queijo tipo Polenguinho são ótimas opções de lanches para a noite. Para não interferir no sono, a ceia antes de dormir precisa ser leve e de fácil digestão, mas consistente para ninguém acordar com fome no meio da noite.
Beijinhos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *